1 de jun de 2016

Quantum Break - Analise

E ai pessoal, tudo bom? Depois das minhas primeiras impressões sobre o Quantum Break, agora venho depois de zerar o game pra trazer a minha analise pra vocês! Então vamos lá!



ESTATÍSTICAS: 

Plataforma(s): Xbox One, PC; 
O analisador jogou no: Xbox One
Desenvolvedora(s): Remedy Entertainment
Publicadora(s) Microsoft Stuidos
Data(s) de lançamento:  05 de Abril de 2016
Gênero(s): Ação-aventura, Tiro em terceira pessoa
Modo(s) de jogo: Somente SinglePlayer. 

HISTORIA EMOCIONANTE:



A historia de Quantum Break é tão criativa e comovente que ela é principal motivo pra prender o jogador, repleta de reviravoltas, emoções e escolhas. Escolhas? como assim? Podemos dizer que Quantum Break tem varios finais alternativos, que no inicio de cada capitulo você escolhe uma opção que poderá mudar completamente o rumo e o final do jogo. Interessante né? contarei mais sobre isso depois


A trama começa quando Jack (protagonista) é chamado pelo o seu melhor amigo Paul Serene para ajuda-lo em uma experiencia programada para acontecer em uma universidade durante o período da madrugada.Em questão de poucos minutos, é revelado que o experimento envolve nada menos que uma máquina do tempo que permite viajar tanto para o passado quanto para o futuro.Não demora muito até que as coisas saiam de controle e Serene se veja preso dentro da máquina, enquanto Jack — junto a seu recém-surgido irmão, Will — tem que escapar do exército particular da empresa Monarch Solutions. Em meio a esse caos, o protagonista se descobre capaz de usar poderes que manipulam o tempo-espaço para ajudar em sua fuga. Aparentemente, as ações ocorridas na universidade fizeram com que o tempo quebrasse e somente uma invenção de Will é capaz de corrigir o que está acontecendo.


Revelar mais detalhes da historia do jogo seria meio que um Desrespeito, pois é um historia muito complexa, grande e muito bem elaborada. O jogo é propositalmente confuso em seu inicio, não demonstrando tanta coisa e deixando algumas duvidas. Mas essas duvidas serão tiradas apenas ao assistir a serie do jogo, que vem junto com o download e os episódios aparecem após o final de cada ato.   


SERIE COM QUALIDADE PROFISSIONAL E ROTEIRO INTERESSANTE:




Cada capitulo da serie aparece no final de um Ato do jogo, resumindo e explicando melhor e mostrando mais coisas além do que o ato mostrou no jogo.

Em alguns momentos-chave da trama, Quantum Break dá ao jogador a possibilidade de moldar certas escolhas que vão determinar o caminho seguido pelo resto do game. Na prática, o caminho até o final e certos acontecimentos importantes acontecem da mesma forma, mas o rumo até cada um deles difere bastante dependendo de suas ações.

Logo no início, por exemplo, você pode decidir como a Monarch Solutions vai lidar com manifestantes que testemunharam os incidentes na universidade. É possível usar seu exército pessoal para matá-los — o que vai causar a revolta da comunidade — ou manipulá-los e criar uma campanha de relações públicas que vai prejudicar a imagem de Jack Joyce.

Essas escolhas trazem consequencias que podem mudar o rumo da trama, seja na forma dos companheiros que vão auxiliar Joyce em seu caminho ou em detalhes como manchetes de jornais e transmissões de rádio.

Após essas escolhas, o game assume o “modo série” e apresenta um episódio que mostra a consequência de seus atos e o que está acontecendo na Monarch enquanto Jack prossegue em sua jornada. Apostando em atores talentosos, a Microsoft e a Remedy criaram uma experiência que se encaixaria muito bem na programação de uma emissora como a HBO ou a AMC — deixando a vontade de que uma série completa seja lançada em algum desses canais.

Resumindo, a série é o ponto chave pra entender partes da historia que passará despercebido se você não assistir. 

AÇÃO PURA:


A Remedy é muito famosa pelo o seu trabalho nos jogos de ação, Max Payne é um bom exemplo disso, então hoje em dia ela mantém a tradição de jogabilidade difícil e complexa, com tiros por todos os lados com o Quantum Break, que é ação do inicio ao fim. Existem alguns Puzzles, mas são bem fracos e fáceis de decifrar.

Diferente de Max Payne, onde a ação é cansativa e te faz passar raiva em alguns aspectos, Quantum Break é diferente, a jogabilidade também é um pouco difícil, porém é mais divertida, pois temos a possibilidade de usar poderes muito bem  desenvolvidos e divertidos como: Parar o tempo em uma parte determinada apenas apontando a mão direcionada a tal lugar, criar um escudo em volta de si, correr em alta velocidade, se teletransportar em curtas distancias, os poderes são de fato a parte mais interessante do jogo, pois Jack vai desenvolvendo conforme a aventura progride.

Os poderes podem ser melhorados pelo os jogadores conforme suas preferencias pessoais, pra isso é necessário coletar "Fontes de Cronum", um recurso que funciona como dinheiro para que possa dar um Upgrade em seus poderes, mas eles não são tão faceis de achar, pois ficam escondido pelo o cenário durante toda a aventura.

Se você souber usar os poderes de forma inteligente, o jogo deixa de ser dificil e passa a ser divertido, uma das melhores formas de sobreviver é usar sabiamente as diversas coberturas espalhadas pelos cenários, principalmente quando começa a surgir inimigos que possam simplesmente sabem desativar temporariamente os poderes de Jack, e também quando aparecem inimigos que possuem "poderes" também.


Quando você não está lutando por sua vida, Quantum Break permite explorar outros ambientes em busca de documentos e itens interessantes que geralmente desenvolvem pontos secundários. Também há alguns momentos esporádicos de plataforma que surgem como o elo fraco do game — ao pular sobre um abismo, não é incomum cair nele porque a animação necessária para o protagonista se segurar simplesmente não foi acionada, o que costuma gerar mortes bastante irritantes.

EASTER EGGS:
Antes de começar com esse assunto, eu lhes faço uma pergunta: Qual o jogo mais famoso da Remedy? Sim. Alan Wake. E posso dizer pra vocês que oque Quantum Break tem de Easter Egg referente à Alan Wake não é pouco, em todas as partes dos cenarios está espalhado algo referente ao famosissimo jogo da Remedy. Como livros escrito pelo o Alan Wake, televisões passando o programa com o ator do Alan Wake, Quadros escritos pelo o mesmo, e uma cena em que uma mulher esta jogando oque? adivinham? isso mesmo ALAN WAKE!

Vejam as imagens abaixo:

O Best Seller escrito pelo o Alan Wake no jogo "The Sudden Stop"


Essa é a frase dita por Alan Wake no jogo, se não me engano ela é dita no Epidosio 17 do game Alan Wake. 

 
Todo o quadro escrito por Alan Wake, podemos ver o nome do personagem na parte superior esquerda do quadro. 

O personagem de Alan Wake aparecendo na televisão. Podemos ver abaixo em um cartaz "Expose the LIES!", "Find the TRUTH" traduzindo "Expor a MENTIRA, encontre a VERDADE" Será algo relacionado à Alan Wake?

Quantum Break Easter Eggs
Logo depois que a animação acaba aparece um aviso dizendo "Retornará" isso é um aviso da Remedy, dizendo que vamos ter um Alan Wake 2 com certeza!

Quantum Break Easter Eggs
Quem é fã de Alan Wake vai saber dessa só de olhar. Olha a parte de trás da camisa do Paul Serene, é a camisa da banda fictícia que aparece no nosso querido jogo: StoneCrow!

Quantum Break Easter Eggs
É algum dos capítulos podemos ver uma mulher em frente ao monitor jogando um jogo... tentem adivinhar qual é. Isso mesmo: ALAN WAKE!

Quantum Break Easter Eggs

E por ultimo,  podemos ver na telinha da televisão o nome "Night Spring" que é um programa de TV fictício que aparece no game Alan Wake.  

CONCLUSÃO:
Não podemos considerar Quantum Break como uma revolução do ponto de vista narrativo como seus produtores prometeram, mas está longe de ser um jogo ruim e decepcionante. A historia é excelente e vale muito apena jogar. 
A escolha da Remedy em misturar momentos jogáveis com uma série televisiva funciona bem, muito disso graças a um roteiro bem amarrado e atores eficientes em seus papéis.

Vale a pena jogar de novo?
Pelo oque eu falei, da pra tirar a conclusão que vale sim a pena jogar de novo, pelo o simples fato de você conseguir mudar o ruma da historia já da a curiosidade de zerar o game novamente, fazer outras escolhas durante a trama pra ver oque acontece de diferente. 



pontos positivos

  • História envolvente e bem feita
  • Dificuldade bem balanceada
  • Sistema de poderes que funciona bem
  • Escolhas que realmente mudam o rumo da trama
  • Boa dublagem e ótimas interpretações
  • Simplesmente lindo


pontos negativos

  • As legendas dos episódios nem sempre aparecem de forma sincronizada
  • Momentos de plataforma dispensáveis
  • A batalha final é um pouco anticlimatica 

Nota no metacritic: 77/100

Nota da All Games Brasil: 80/100






O post foi

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...